Arquivo do extinto blogue Esferovite- a vida em pedaços (13-08-2003/ 4-01-2006)

sexta-feira, maio 20, 2005

00:00

como é boa a minha cidade quando estamos a meio da semana e é meia-noite. eu venho a passear pela rua, ensaio uns passos de dança, ninguém me vê. esta rua vazia que se enche de mim e das músicas que eu assobio, tanto podia ser hoje como há cinquenta ou quinhentos anos, era igual, esta minha cidade, como é boa assim de noite, silenciosa comigo dentro.

como é boa a minha cidade e eu a dançar nela, a pensar numa velha irlandesa que me aparecesse à soleira de uma porta para me dizer que life ain't easy when we're dead, e eu a seguir e a sorrir, com uma música na cabeça e o silêncio nos ouvidos, a olhar para o céu e a ver as estrelas, as estrelas e a lua, que sempre estiveram no mesmo lugar.

como é boa a minha cidade quando eu estou bom da cabeça e ando por lugares que me fazem pensar e oiço pessoas que me contam histórias bonitas e antigas. como é bom receber mensagens a dizer olá luís e pensar que levo alguém pelo braço, pelo meio do silêncio, a dançar-me os mesmos passos e a dizer, como é boa a minha cidade quando estamos a meio da semana e é meia-noite.

1 comentário:

cândida disse...

olá luís! :) um beijinho. dorme bem!

Arquivo do blogue