Arquivo do extinto blogue Esferovite- a vida em pedaços (13-08-2003/ 4-01-2006)

sábado, agosto 13, 2005

don't you want me?

antigamente era assim: eu cravava as minhas unhas na tua carne fresca, de tão jovem, e tu ficavas a sorrir e a chorar até que se sentia um leve rasgão pelo impulso dos meus dedos a penetrarem-te. depois, ficavamos a ver o sangue a correr pelas tuas pernas abaixo enquanto me beijavas o pescoço.

depois: começamos a gostar de brincar com as mãos um no outro. batíamo-nos com frequência em joguinhos sexuais, mordendo com ardor os ombros e os seios um do outro. adormecíamos sempre com o corpo marcado, a mente saciada pelo prazer desviado da dor do desejo.

agora: comprei uma faca. é grande e brilha, até no escuro. vou passeá-la na tua pele, pelas tuas costas, pela tua barriga. então farei pequenos desenhos, deixarei ligeiras covinhas com a ponta da faca a sangrar. quero que chores, baixinho, a meu lado na cama. quero lamber-te as lágrimas e sentir-te o sangue no meu. quente.

2 comentários:

Di disse...

Grava-lhe o teu nome na pele para que cada letra se misture no seu sangue. Assim a tua marca nela será eterna...*

are_you__real disse...

Quase senti.

Arquivo do blogue