Arquivo do extinto blogue Esferovite- a vida em pedaços (13-08-2003/ 4-01-2006)

sexta-feira, junho 03, 2005

almoço

estamos um de cada lado da mesa, mas eu sinto-me a ser puxado pelos teus olhos para dentro de ti. de repente, parece que não há mais ninguém neste centro comercial super frequentado. não vemos pessoas, não vemos empregadas que nos tiram os pratos da frente, não vemos sequer as horas que passam. estamos um de cada lado da mesa. mas não é isso que se sente.

fico a sorrir para ti, no meu ar atrapalhado. repito-te imensas coisas que já te tinha dito, como se eu falasse sempre da mesma coisa. apetece-me saber de ti e apetece-te saber de mim. ficamos assim a remexer os dedos sobre a mesa, da mesma maneira que se mexe em grãozinhos de areia, quando se está na praia e o ar do mar nos faz conversar.

estamos um de cada lado da mesa, mas eu sinto-me a ser puxado pelos teus olhos para dentro de ti. penso nisso e atrapalho-me, outra vez. mesmo assim não ficamos sem nada para dizer. continuamos a falar, naquela ânsia de saber mais, como se soubessemos um do outro há já muito tempo. e depois, os teus olhos. já nem os pratos, nem a mesa, nem coisas nenhuma. só eu e os teus olhos.

1 comentário:

are_you__real disse...

Tão lindo!
beijinhos